21 de julho de 2015


A "Lei JYJ", proposta para proibir a irracional lista negra de estrelas, não conseguiu passar no Sub Comitê de Exame das Petições do Ministério de Planejamentos Futuros, Ciência e ICT.

A deputada Choi Min Hee do ministério declarou que a "Lei JYJ" será mantida em contínua consideração, apesar de não ter sido aprovada. Os membros da comissão de revisão da lei entenderam o propósito da proposta de lei, mas pensam que o seu conteúdo necessita de uma nova revisão, juntamente com a especificação de quais grupos iriam realizar a avaliação dessas ações irracionais.

Seo Sang Ki do Partido Saenuri declarou: "Se esta lei for aprovada no entanto, pode acontecer de morder mais do que se pode mastigar com a necessidade de resolver as muitas queixas que os espectadores ou as estrelas submeterem."

Jeon Byung Hun da Nova Política Aliança para a Democracia concordou, dizendo: "Pode haver um uso excessivo da presente lei se for aprovada. Estou preocupado que ao contrário de seu propósito original, esta lei possa ser usada por razões erradas." e ponderou sobre o "oficialismo" da presente lei.

Woo Sang Ho outro membro da mesma comissão, declarou: "As opiniões de um fã-clube específico não levam em consideração todos as outras opiniões lá fora. Com isso dito, no entanto, as pessoas podem tomar medidas justificáveis para proibir a lista negra de estrelas, deixando a liberdade de escolha (para que as estrelas façam aparições na TV) intocada, esta lei pode causar problemas no todo."

Enquanto isso, a "Lei JYJ" foi proposta quando os membros do JYJ, Kim JaeJoong, Park YooChun e Kim Junsu tiveram problemas em aparecer em programas de músicas na TV depois de deixar a (sua antiga agência) SM Entertainment.


Fonte: Soompi
Tradução Português: Cláudia @ JYJ Brasil
Compartilhado por: JYJ3 + JYJ Brasil

- Copyright © JYJ Brasil - - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -