1 de novembro de 2013

Kim JaeJoong do JYJ faz um retorno triunfal com "WWW", um álbum que poderia redefinir o
K-POP.


Kim JaeJoong está mais sexy e ousado do que nunca com "WWW".

De muitas maneiras, "WWW" mostra-se como um álbum para romper. Há um sentimento de energia bruta, que geralmente é relegado por artistas que passaram por uma bagunçada divisão de público. Nesses casos, aqueles que são ávidos fãs, ou vão afastar-se do artista, ou irão tornar-se mais fervorosos em seu apoio. A angústia emocional contida no lançamento solo de Kim JaeJoong, "WWW", não é apenas um testemunho para o seu crescimento como artista, mas também reflete as consequências da transição do TVXQ, para o homem do JYJ.

Antes de 2013, Kim JaeJoong era conhecido como um artista pop que parecia estar no meio de uma crise de identidade musical. Enquanto o companheiro e membro do JYJ, Junsu continuou à abraçar pop, hip-hop e música eletrônica, JaeJoong exalava menos confiança nos gêneros. Como um artista que já não estava contido dentro de um sistema muito estereotipado. Kim JaeJoong poderia ou reinventar-se ou debater-se. Em janeiro de 2013 JaeJoong firmemente estabeleceu que ele estaria fazendo um retorno forte com a música, no entanto, seria como um performer K-Rock. O lançamento de 'Mine' marcou o retorno da confiança do artista e serviu como um catalisador para a sua genialidade artística.

Com o lançamento das 13 canções do álbum "WWW", JaeJoong fornece tanto ao público e a indústria com um álbum completo, que poderia servir para revolucionar a música pop coreana. K-Rock como um gênero permance à margem do mercado da música coreana, com a música pop dominando as paradas. Discrepâncias como CN Blue, FT Island e Busker Busker, mantém a capacidade de permanecer dentro da cultura popular, mas muitas vezes veem mais popularidade entre o público japonês. "WWW" poderia ajudar à mudar essa tendência.

Uma das jóias de destaque dentro do álbum é a canção 'Paradise', no qual JaeJoong vocalmente encarece-se ao público com a suavidade e refrões sensuais. 'Modem Beat' é um desordeiro hino do rock, que serve em contraste com 'Paradise', mas que estabelece os instrumentais apresentados durante a maior parte do álbum. 'Sunny Day', que apresenta Lee Sang Gon do NOEL, joga como uma canção de trilha sonora original, tanto que a canção seria perfeita como próxima versão do vídeo de música.

'Don't Walk Away' que apresenta vocais de rap por JunHyung do BEAST tem instrumentais clássicos e um ritmo muito otimista. Em contraste, os riffs de guitarra e transições em'Butterfly' ajudam a solidificar o salto de JaeJoong ao status de estrela do rock. O mesmo pode ser dito para 'Just Another Girl' e 'Light', que são as duas músicas incrivelmente envolventes, em termos instrumentais e vocais de fundo de JaeJoong.

Além de ser um vocalista, JaeJoong é um compositor e letrista, que está fortemente representado no "WWW". Faixas como 'Rotten Love' refletem claramente a influência de JaeJoong. No geral, "WWW" vale tanto ouvir e comprar. O álbum reflete o ponto culminante da luta de JaeJoong ao longo dos anos para encontrar-se no mundo do K-Pop. Depois de sua jornada, é obvio que ele é mais confortável não necessariamente na esfera da estrita K-Pop, mas que incorpore influências de rock pesado onde poderia tornar-se um gênero para si mesmo.

Crédito: Kpop Starz
Compartilhado por: JYJ3
Tradução Português: Cláudia @ JYJ Brasil

Favor não retirar sem os devidos créditos.

- Copyright © JYJ Brasil - - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -